Tags: greve

O Prefeito Alexandre Cardoso Abandonou Minha Escola

O PREFEITO ALEXANDRE CARDOSO ABANDONOU MINHA ESCOLA

Entra ano e sai ano e a história não muda. Estamos em mais um ano eleitoral e o atual prefeito, Alexandre Cardoso, ainda não percebeu que as necessidades da rede municipal de educação são as mesmas. Faltam materiais básicos, as escolas estão caindo aos pedaços, não há professores e funcionários suficientes.

Acredite se quiser, mas há escolas em que turmas inteiras ainda não tiveram um único dia de aula nesse ano. Talvez você esteja pensando: “Mas não acabaram de fazer um concurso público?” Sim, fizeram um concurso, mas não convocaram profissionais suficientes para cobrir a carência das escolas. Ainda falta convocarem as estimuladoras materno-infantis, faltam professores de diversas disciplinas e não há previsão de uma nova convocação.

O prefeito não tem feito seu dever de casa, pois todo ano a categoria de profissionais de educação tem que entrar em greve para garantir seu reajuste salarial, e quem vai ao supermercado sabe como tudo tem aumentado, além de garantir que os materiais cheguem às escolas. Falta tudo, uniformes, papel ofício, cola, caderno e até mobiliário adequado, principalmente para as crianças das creches e educação infantil. E não basta chegar qualquer coisa, têm que ser materiais com qualidade e na quantidade certa. Gostaríamos e achamos que nossos alunos e alunas merecem uma escola de qualidade, mas o prefeito tem abandonado nossas escolas. Falta capinar as escolas, há escolas com problema de energia elétrica, goteiras, rachaduras, teto desabando, faltam profissionais de limpeza e apoio e a velha falta de água continua.

Educação de qualidade não é favor, é direito de todo cidadão. Os responsáveis de nossos alunos querem ter a segurança de que ao deixarem suas crianças em uma creche ou escola elas serão bem cuidadas e estarão seguras.

E aí alguns talvez pensem e repitam o velho discurso da crise. Mas crise para quem? Porque têm que ser os trabalhadores a pagar pela “crise”? O que é preciso é eleger prioridades e cada dia fica mais claro, e principalmente em um ano de eleições municipais, que a educação mais uma vez vai ficar em segundo plano. Daqui a pouco teremos que levar nossas crianças para estudar nas praças ou sentadas no asfalto.

Convidamos você a visitar uma escola e confirmar que não estamos mentindo, nem exagerando. Se ainda tiver dúvidas, visite a página no facebook “Alexandre abandonou minha escola”, lá não faltam fotos e vídeos com a realidade das escolas municipais de Duque de Caxias. Veja, curta e compartilhe. Essa escola também é sua.

Baixe a carta aqui: O PREFEITO ALEXANDRE CARDOSO ABANDONOU MINHA ESCOLA-carta

Informes da Assembleia Rede Estadual, em 22/03

AiXQYVOq6bjGVMSRIfpVvFuYoHb7Z55fVkzvjNFD2IqL

Cerca de 3 mil pessoas decidiram, por unanimidade, pela CONTINUIDADE DA GREVE.
A assembleia decidiu incluir na pauta de reivindicações a se apresentada nesta quarta, 23/3 em audiência com o governo, a imediata calendário escolar, desvinculando-o do calendário civil, garantindo os direitos de férias, a qualidade da reposição das aulas e do ano letivo.
O Sepe orienta vigília durante audiência com o governo.
A próxima assembleia dia 30/03 (quarta-feira), na parte da manhã, seguida de passeata e ato à tarde – local a ser confirmado.
Reunião do comando de greve será dia 24, 17h, no Sepe Central.

 

Calendário de Mobilização

23/03: vigília durante audiência na Seeduc, na ALERJ, 15h;

24/03: Reunião do comando de greve, 17h, no Sepe Central;

29/03: Assembleia Local do Sepe Caxias, local e horário a confirmar;

30/03: Assembleia na parte da manhã, seguida de passeata e ato à tarde – locais a serem confirmados.