Reboco cai em escolas, Câmara em reformas

Uma pomposa reforma, orçada em R$ 1,2 milhões, pode ser vista pelos munícipes que passam em frente ao prédio da Câmara dos Vereadores de Duque de Caxias. Enquanto isso, diversas escolas do município estão funcionando em locais sem condições de receber alunos havendo, inclusive, interdições de salas e andares por parte da Defesa Civil. Dois exemplos bastante gritantes dessa situação são as Escola Municipal Carmen Correa e Escola Municipal Cidade dos Meninos.

 

Na Carmen Correa, que funciona em um imóvel alugado desde 2010 quando o antigo imóvel foi demolido, a Defesa Civil interditou o terceiro andar por falta de telhas e vigas rachadas. Nos demais andares, algumas salas apresentam rachaduras no chão e também foram interditadas. Por toda a unidade escolar há uma forte presença de mofo, concentrada no banheiro dos Professores e no depósito de materiais.

 

Na Cidade dos Meninos, diversas paredes estão rachadas. O reboco do teto se desprende do teto e cai sobre os alunos. Há, ainda, um forte cheiro de mofo por toda o imóvel.

 

Em ambos os casos, quando questionada, a PMDC informa que “estará tomando as medidas cabíveis o quanto antes”. No entanto, essa resposta padrão é a mesma há anos e nada é feito.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe um comentário