Tags: alexandre cardoso

Informes da Audiência do dia 01-04

11144452_1153460844684334_9211564853270479565_o

No dia 01 de abril, enquanto a vigília acontecia, uma comissão formada pelo Sindicato, formada por Rose, Nádia, Thays, Marisa, Mônica, Corina, Solange, Ivanete (Creche Abner), Luciana (Creche Severina Ramos), Cândida (E.M. Barro Branco) e Edilea (E.M. Helena de Aguiar), foi recebida pelo Secretário de Educação – prof. Marcos Villaça e pelos Subsecretários prof.ª Daniela, prof. Moises, prof.ª Luciana Areas e prof. Robson.

Resultado das discussões:

Questões pendentes

  • Aposentadoria Especial para Dirigente de Turno – A SME já enviou solicitação da base legal para a Procuradoria e dará a resposta no dia 06 de abril. Foi observado pela SME que as professoras/professores que assumirem a função de secretário escolar não perderão a APOSENTADORIA ESPECIAL. O SEPE solicitou a base legal desta informação.

  • Licença para estudos – todas as professoras e professores terão liberadas imediatamente as licenças para estudo na segunda matrícula. Já podem procurar a SME para desarquivar os seus processos.

  • Material escolar – a SME nos entregou a lista do material escolar que já se encontra no depósito. O sindicato cobrou a quantidade de cada material, que não constava na listagem, assim como fraldas, shampoo e outros materiais específicos para as creches. Foi informado que já foram compradas toalhas, uma para cada aluno da rede de creches.

 

1/3 de planejamento

  • 1/3 de planejamento – A SME reiterou que não tem como atender a proposta do SEPE. O Sindicato apresentou a proposta da assembleia de antecipar a apresentação da organização de 1/3 antes de 25 de abril. Segundo a Subsecretária Daniela, não será possível. A novidade nesta questão é que a SME irá apresentar o desenho geral e como irá funcionar mais detalhadamente, ou seja, por unidade.

  • 1/3 para professores de informática – a SME voltará a discutir internamente e retomará o debate com o Sindicato sobre esta questão.

Transparência na Subsecretaria de Gestão de Pessoas

  • Lotacionograma – será criado um GT (Sepe e SME) para elaborar um novo lotacionograma, visando atender a demanda da rede. Ainda assim, o Sindicato solicitou o que a SME vem utilizando para lotar profissionais nas unidades. Será entregue nesta semana.

  • Carência real de professores e funcionários– A SME alega que não há carência real na rede. Justifica a falta de professores em função de diferentes licenças e de um número expressivo de readaptados.

Sobre a lotação dos professores recém-concursados – O Sindicato cobrou que todas as vagas fossem apresentadas no momento da escolha. A SME alegou que priorizou unidades mais difíceis de serem lotadas. Justificou ainda que hoje existem pelo menos 400 dobras que não podem ser contabilizadas como carência real, além dos readaptados, que podem a qualquer momento retornar à função de origem.

  • Novos diretores – as diretoras/ diretores com duas matriculas exercerão integralmente a função, mesmo aqueles com a segunda matrícula nova. Já enviaram 40 pedidos de cessão para acúmulo de matricula e estão aguardando a resposta de outras secretarias.

Cronograma de obras

  • Calendário – a SME apresentou uma listagem de unidades que estão com obras emergenciais. Serão informadas na assembleia.

  • Apresentou a lista com local da construção de 7 novas creches, com verba do Governo Federal. O Sindicato questionou de que nenhuma delas fica situada no 4º distrito.

  • E.M. Mariana Nunes e E.M. Maria de Araújo – a equipe de obras começa na segunda feira a desobstruir as calhas. Sobre a E.M. Maria de Araújo, a SME informou que na segunda feira o chefe da empresa de obras visitará a escola.

  • Creche Severina Ramos – a sede desta unidade será construída pela Secretaria de Meio Ambiente, por ser tratar de um projeto de creche sustentável. Segundo o Secretário de Educação, o projeto já foi até aprovado junto com a construção do Horto.

 

Novos concursados

  • Foi garantida a criação de um GT para a inclusão de todos os cargos novos, do recente concurso, com a participação do Secretário de Educação. Será publicada em portaria nesta semana.

 

Educação Especial / Resolução de matrícula

  • Alunos com deficiência – a equipe de educação especial convocará as unidades que possuem turmas com mais de 2 alunos incluídos por turma para avaliar possibilidade de abertura de novas turmas e até redistribuição dos alunos, tendo em vista que o ano já está corrente.

  • Ficou garantido que a Resolução de Matrícula para 2017 será de acordo com o determinado pelo PME: “Matricular no máximo dois estudantes com necessidades educativas especiais por turma, com redução de dois estudantes do número de alunos permitido”.

  • A SME pretende contratar 200 estagiários para atuar na função de mediador, o que foi muito contestado pelo Sindicato, tanto pelo tipo de vínculo quanto pela preocupação com a formação destes profissionais. Também questionamos o projeto para formação continuada e de acompanhamento para os professores com alunos incluídos, que tem se revelado insuficiente frente às demandas das UEs.

  • Sobre nossa proposta de professor articulador nas UEs que tenham mais de 5 turmas com alunos incluídos – a SME afirmou concordar, mas que a implementação acontecerá a partir de um levantamento que será feito junto às UEs.

12891702_1153462558017496_6022893773492706776_o

 

 

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Rede Municipal diz que não aceita 5% parcelado e greve continua

5% PARCELADO EM 2 X EU NÃO ACEITO!

12898294_1046908775368614_3742861007264775866_o
Foi o que reponderam os profissionais de educação no último dia 31 de março, em assembleia que recusou por unanimidade a vergonhosa proposta do Prefeito Alexandre Cardoso: 5% de aumento e parcelado em duas vezes.
Após o parcelamento do 13º, a proposta de reajuste significa rebaixamento salarial. A greve continua, por isso a importância de continuarmos juntos nesta luta. E você que ainda tem dúvida vem pra rua!
CALENDÁRIO
DOMINGO – 9h. PANFLETAGEM : Praça Roberto Silveira, Praça da Primavera e E.M. Rotary
SEGUNDA – 8h Conselho de representantes / 13h. Assembleia LOCAL: Camponeses de Portugal da Primavera

A GREVE CONTINUA! ALEXANDRE A CULPA É SUA.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

O Prefeito Alexandre Cardoso Abandonou Minha Escola

O PREFEITO ALEXANDRE CARDOSO ABANDONOU MINHA ESCOLA

Entra ano e sai ano e a história não muda. Estamos em mais um ano eleitoral e o atual prefeito, Alexandre Cardoso, ainda não percebeu que as necessidades da rede municipal de educação são as mesmas. Faltam materiais básicos, as escolas estão caindo aos pedaços, não há professores e funcionários suficientes.

Acredite se quiser, mas há escolas em que turmas inteiras ainda não tiveram um único dia de aula nesse ano. Talvez você esteja pensando: “Mas não acabaram de fazer um concurso público?” Sim, fizeram um concurso, mas não convocaram profissionais suficientes para cobrir a carência das escolas. Ainda falta convocarem as estimuladoras materno-infantis, faltam professores de diversas disciplinas e não há previsão de uma nova convocação.

O prefeito não tem feito seu dever de casa, pois todo ano a categoria de profissionais de educação tem que entrar em greve para garantir seu reajuste salarial, e quem vai ao supermercado sabe como tudo tem aumentado, além de garantir que os materiais cheguem às escolas. Falta tudo, uniformes, papel ofício, cola, caderno e até mobiliário adequado, principalmente para as crianças das creches e educação infantil. E não basta chegar qualquer coisa, têm que ser materiais com qualidade e na quantidade certa. Gostaríamos e achamos que nossos alunos e alunas merecem uma escola de qualidade, mas o prefeito tem abandonado nossas escolas. Falta capinar as escolas, há escolas com problema de energia elétrica, goteiras, rachaduras, teto desabando, faltam profissionais de limpeza e apoio e a velha falta de água continua.

Educação de qualidade não é favor, é direito de todo cidadão. Os responsáveis de nossos alunos querem ter a segurança de que ao deixarem suas crianças em uma creche ou escola elas serão bem cuidadas e estarão seguras.

E aí alguns talvez pensem e repitam o velho discurso da crise. Mas crise para quem? Porque têm que ser os trabalhadores a pagar pela “crise”? O que é preciso é eleger prioridades e cada dia fica mais claro, e principalmente em um ano de eleições municipais, que a educação mais uma vez vai ficar em segundo plano. Daqui a pouco teremos que levar nossas crianças para estudar nas praças ou sentadas no asfalto.

Convidamos você a visitar uma escola e confirmar que não estamos mentindo, nem exagerando. Se ainda tiver dúvidas, visite a página no facebook “Alexandre abandonou minha escola”, lá não faltam fotos e vídeos com a realidade das escolas municipais de Duque de Caxias. Veja, curta e compartilhe. Essa escola também é sua.

Baixe a carta aqui: O PREFEITO ALEXANDRE CARDOSO ABANDONOU MINHA ESCOLA-carta

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0