Pergunta ao Prefeito Alexandre Cardoso

Todos os relatos de um cotidiano estressante só podem levar aos milhares de profissionais da educação ao estresse e isso explica a quantidade de readaptados que o prefeito insinua que não estão doentes.
Trabalhadores das escolas estão estressados.
O município não nos dá uma política de gerenciamento de nosso estresse, a única coisa que nos faz é reconhecer o processo medicamentoso. Um número elevado de alunos na sala de aula com diversos problemas sociais acarreta grande desgaste físico e emocional para os profissionais da educação e isso acarreta em uma quantidade de readaptações. Perguntamos ao senhor prefeito. O número é tão grande a ponto de superar os readaptados do município do Rio de Janeiro ou qualquer outro município da região metropolitana? O senhor aceita comparar os números? Saiba que nos admiramos de um médico não reconhecer um problema de saúde. Acreditamos que o número afastamentos na educação  é certamente muito semelhante aos das outras cidades do estado do Rio de Janeiro e de qualquer outra grande cidade do Brasil e desejamos que a gestão municipal forneça esses dados para que possamos evoluir na qualidade da educação de Duque de Caxias .

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

3 Comentários


  1. Erika Santana

    Gostaria de ver os números comparados na proporção. Falo percentual de readaptados e das licenças médicas que o prefeito falou ao programa do Canazio serem 2.000 . Como ele fez a conta ? Contou quantos tiraram licença uma vez no mês ? Somou que está fazendo mestrado e doutorado? E dar licença para estudos deveria ser motivo de orgulho senhor prefeito !! E a cidade tem sorte , porque as condições de trabalho dão caminho para muito mais licenças médicas do que no Rio de janeiro . Ao menos no Rio há estrutura nos prédios e material para trabalhar .


  2. Dir. Comunicação

    Nas audiências sempre solicitamos esses números e fazemos esses questionamentos.


  3. JOEL COSTA DE ANDRADE - Externo

    Estou participando

Deixe um comentário