Nota da Associação de Pais e Amigos da Escola Pública .

NOTA DA APAEP – DC

A APAEP – DC – Associação de Pais e Amigos da Escola Pública de Duque de Caxias, vem de público manifestar nossa preocupação em relação à condição financeira do Estado do Rio de Janeiro e em especial, nas consequências disso para a educação pública em nosso Estado. Declaramos ainda, nosso apoio aos Profissionais da Educação em greve, pelo legítimo direito de lutar por melhores salários e condições de trabalho; aos estudantes que também manifestam suas reivindicações através das ocupações de escolas e ainda, aos aposentados que só receberam seus salários a partir da intervenção da Justiça.

Queremos uma solução democrática do impasse gerado pela greve e nos colégios ocupados pelos próprios alunos, pois entendemos que o que prejudica mesmo a educação no Brasil é a falta de respeito com ela!

Historicamente a greve acontece para mostrar as condições que os trabalhadores são submetidos e as ocupações são um protesto legitimo do movimento estudantil, uma espécie de greve dos estudantes, que a Secretária de Educação não está dando o devido valor.

O que a SEEDUC deveria estar fazendo? Convocar representantes das ocupações, ouvir e dar respostas. Ao contrário disso temos encontrado um culto a violência como maneira de tirar os alunos das escolas. Não é com intimidação que vai ser resolvido o impasse e sim com dialogo! Infelizmente não é isso que temos visto por parte do Governo do Estado do Rio de Janeiro. O Secretário vai atender as reivindicações de obras estruturais? Em alguns casos há salas com mais de 50 alunos. Vai diminuir o número de alunos por turmas? Vai ao menos dar um cronograma de obras? Culpar os gestores locais pela infraestrutura de cada unidade escolar não é resposta satisfatória.

Estamos indignados com o cancelamento do cartão Rio Card, que dá o acesso aos estudantes das escolas ao direito de se locomoverem no espaço urbano. Nossos estudantes constroem sua cidadania transitando pela cidade também. Quanto mais o adolescente se prende a sua casa ele menos se forma. Esse fato especificamente está atiçando brigas entre os alunos que desejam desocupar e os ocupantes. Há relatos que em algumas escolas, até bombas são jogadas nos pátios. E nós consideramos uma tentativa de coação o corte da energia de alguns colégios ocupados e carros com vidros pretos cercando a escolas durante o horário da noite. O razoável é colocar patrulhas da Policia Militar para dar proteção aos colégios. Usar a força do Estado para perseguir adolescentes sem negociar é covardia e não podemos ficar imparciais diante desses relatos.
Esperemos não menos que uma atitude democrática de ouvir os estudantes.

Esperamos sobretudo, uma solução para que nossos alunos não percam o principal, uma Educação Pública de qualidade, uma escola participativa, onde nossos filhos aprendam também, o exercício verdadeiro da cidadania e da democracia.

Duque de Caxias, 02 de Maio de 2016.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe um comentário