Todos os artigos de Dir. Comunicação

Ato na prefeitura 05/01/2018.

O Sepe Caxias já iniciou o ano de 2018 protestando em favor do direito ao salário dos servidores da Educação e demais profissionais terceirizados e cooperativados. As 9h iniciou-se o ato na porta da prefeitura com mais de 200 manifestantes, que de forma aguerrida fizeram paródias sobre nossa lastimável situação, falaram palavras de ordem e bateram muitas panelas e pratos. A direção, representação de base, de aposentados/as, de terceirizados/as e da Saúde foram atendidos/as pelo secretário de Administração, Chiquinho Pessanha e do Governo, João Brecha que deram as seguintes respostas aos nossos questionamentos:

  • O teto de pagamento permanece 3.237,41 somente para ativos da Educação. Até aquele horário, não havia outra perspectiva de pagamento, para hoje;
  • O compromisso de pagamento até todo o dia 15, para os profissionais da Saúde é uma tentativa e não uma certeza;
  • O prefeito pretende quitar toda a folha de novembro até 15/01 para ativos e aposentados, de todo o funcionalismo e mais uma folha até o Carnaval. Além disso, que pretende regularizar tudo até abril;
  • As empreses Mazan e Home Bread tiveram seus contratos encerrados e haverá nova licitação, neste mês. Esses trabalhadores ainda não receberam dezembro e 13o salário. O prazo que deram para pagar foi dia 08/01/18;
  • Vão encaminhar os nomes das três licenças sindicais, indicadas pelo Sepe, para novas portarias, nos próximos dias;
  • A prefeitura insiste em manter a irregularidade de se descontar os 14% da contribuição previdenciária;
  • Ainda não há novidades sobre o repasse do Sepe;
  • Não desmembraram o artigo que retornava a regência para especialista e dinamizador de leitura da lei que trata-se da inclusão dos novos cargos ao plano de carreira, que voltou da câmara para o governo;

Reiteramos a necessidade de uma audiência urgente com o prefeito e relembramos que a categoria aprovou, na última assembleia, o indicativo de não retorno ao ano letivo de 2018, por conta dos salários atrasados e que por esse motivo estamos na busca de negociações nas férias.

Calendário: Ato dia 16/01/18, 9h, na porta da prefeitura. Caso haja audiência, convocaremos vigília nesse dia.

 

Mais um ataque vil do governo nefasto de Washington Reis do PMDB aos profissionais de Educação do município de Duque de Caxias

 

 

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado do Rio de Janeiro, núcleo Duque de Caxias (SEPE-DC) vem a público denunciar mais uma tentativa de ataque covarde e autoritária à organização sindical que representa os trabalhadores da educação do município, promovida pelo prefeito condenado Washington Reis (PMDB) que depois da retirada da contribuição voluntária dos filiados tenta agora, por portaria, retirar o direito a livre organização dos trabalhadores, em um ataque covarde tramado em surdina junto aos seus lacaios de primeira ordem da secretaria de administração e da secretaria de educação municipal suprimindo todas as licenças sindicais.

Este é mais um ataque aos trabalhadores do município que no ano de 2017, que já tiverem seus salários reduzidos como também foram condenados aos constantes atrasos salariais. Advertimos este déspota que atende momentaneamente como prefeito da cidade de Duque de Caxias que não nos calaremos, pois somos um sindicato forjado na luta dos trabalhadores com mais de 40 anos de história, possuidores da capacidade da Fênix e com lideranças como Hidra. Seus ataques covardes só demonstram sua estirpe autoritária e fascista própria dos ditadores que ao longo da história tentaram sem sucesso sufocar a organização e luta dos trabalhadores. Prefeito Washington Reis (PMDB) você não nos intimida com seus ataques covardes e imorais, continuaremos a denunciar aos profissionais de educação e a população de Duque de Caxias todas as mazelas do seu imoral desgoverno.

 

O SEPE somos nós, nossa força nossa voz!

Direção colegiada do SEPE-DC.

Esclarecimento sobre audiência de 10/10/17

A direção do Sepe vem esclarecer sobre a audiência de ontem com o governo. Primeiramente gostaríamos de desmentir o áudio anônimo que vem sendo divulgado no whatsApp. As diretoras Thays Rosalin  e Marisa Gonzaga NÃO SAÍRAM CHORANDO da audiência. Outro esclarecimento é sobre o pagamento. Os secretários de governo e de administração NÃO verbalizaram que haverá falta de pagamento até dezembro, mas que a situação dos pagamentos ficará mais complicada. O prefeito Washington Reis não estava presente. Além disso, NÃO aprovamos nenhum encaminhamento de paralisação de 3 dias, nem solicitação de encerramento do calendário letivo. Tais encaminhamentos são aprovados ou não nos fóruns deliberativos.  Reiteramos que a direção do SEPE Caxias está trabalhando incansavelmente com a finalidade de garantir o direto da categoria e não mediremos esforços em nossas ações políticas e jurídicas. Hoje já estivemos na prefeitura e de hora em hora estamos em contatos telefônicos com os secretários. Temos duas agendas próximas: Ato denúncia na abertura do seminário de Educação, Estado e Poder, as 17h, no Teatro Raul Cortez, no dia 16/10 e CR, as 8h, local a definir, dia 17/10.