Todos os artigos de Filipo Tardim

Deliberações da Assembleia de 16-11

A Assembleia da Rede Municipal de Duque de Caxias, ocorrida hoje às 8h no Salão de Festas do Lelo, em Jardim Primavera, aprovou as seguintes propostas:

  • Defender que a Conferência de Educação aconteça em 2018, e não em 2019 como propõe a SME;
  • Indicativo de debates sobre diversas estratégias de resistência e luta nas escolas (entrega de notas, documentos e fechamento oficial do ano letivo);
  • Indicativo de reunião com os responsáveis nas unidades escolares;
  • Material de divulgação sobre o projeto Escola Sem Partido (Escola com mordaça);
  • Não continuidade da greve de advertência. Nova paralisação integral dia 24/11, com assembleia pela manhã (local a confirmar).

Após a assembleia a categoria seguiu até a frente da Prefeitura, que já contava com um forte aparato policial, onde aconteceu um ato unificado com a Saúde. Uma comissão entrou e o secretário de administração informou que será pago hoje (16/11), o salário referente ao mês de setembro aos servidores ativos da educação que recebem até R$ 5.373,72 líquido, e que para o pagamento para aposentados foi enviado ao IPMDC o montante de R$ 3.000.000,00, mas ainda não sabia precisar a faixa salarial. O governo diz que espera quitar setembro na semana que vem, mas não apresenta calendário para outubro e previsão de novembro.

Deliberações da Assembleia de 10-11

Aconteceu hoje no Belém FC, às 9h, a assembleia da Rede Municipal, que aprovou as seguintes propostas:

  • Cartaz no portão das escolas informando o número de dias sem pagamento dos salários;
  • Apoio nas ações dos PSSs, cooperativados e terceirizados;
  • Apoio à Campanha “Fora Reis”;
  • 48h de greve de advertência nos dias 14 e 16 de novembro, com o eixo: “Greve dos sem salário”
    • Assembleia às 8h em Jardim Primavera (local a confirmar), no dia 16, com ato em frente à Prefeitura a partir das 10h, com todos os servidores com salários atrasados, estendendo o convite a todos os responsáveis para se fazerem presentes.

Após a assembleia, a categoria seguiu em ato até a Praça do Pacificador, denunciando a situação dos servidores para a população duquecaxiense tanto no carro de som quanto por meio de panfletagem.

Deliberações da assembleia de 31-10

A Assembleia da Rede Municipal de Duque de Caxias, ocorrida hoje às 8h na FEBF, aprovou uma paralisação de 24h no dia 10/11, com assembleia a tarde e em seguida ida ao Rio para participar do Dia Nacional de Lutas. Estavam presentes os servidores estatutários, PSSs e cooperativados, todos sem o salário de setembro.

A assembleia ratificou também a proposta do CR de ato no Hospital do Olho, e, após o término dessa, a categoria caminhou em passeata até o hospital, que fica na Praça Dr. Laureano, onde encontrou servidores da saúde, realizando um belo ato unificado.

As demais propostas também foram aprovadas pela assembleia:

  1. Orientar a todos os militantes a saírem como delegados na conferência do PME encaminhando a seguinte proposição: em 2017 avaliação do PME e e em 2018 a readequação;
  2. Cobrar via ofício quais foram os critérios utilizados pela SME para concessão do difícil e dificílimo acesso das unidades escolares;
  3. Cobrar da comissão de educação da Câmara uma posição sobre o PPA.

Outras propostas vindas do CR e da assembleia de hoje tiveram destaque e, por conta do ato, serão remetidas para a próxima assembleia:

  1. Nome do ato do dia 10/11: “Caxias vai parar”;
  2. Colocar prazo para votação dos 12% 7 dias ou duas sessões;
  3. Entregar a aula extra como um ato de protesto;
  4. Não entregar os documentos tendo em vista os atrasos de Salários;
  5. Atos descentralizados por região uma vez por semana;
  6. Incluir na revisão do PME o tema escola do Campo e gênero.